• Categorias

  • Arquivos

  • Agenda

    abril 2010
    D S T Q Q S S
    « mar   maio »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930  

Tomo da Traça: Percy Jackson

Imaginem um menino com pouco mais de 10 anos que vive uma vida infeliz por causa de um gordo que mora com ele, esse mesmo menino sempre teve uma vida estranha, com coisas estranhamente mágicas acontecendo ao seu redor. Então ele descobre que, por causa dos seus pais, tem poderes mágicos. Graças a isso ele é levado a uma escola especial, para treinar e estudar seus poderes. No caminho ele encontra um amigo engraçado, palhaço. Na escola, faz amizade com uma garota super-inteligente, meio arrogante. Lá eles ficam em casas separadas e tem aventuras incríveis, guiados por uma profecia.

Sempre uma profecia…

Não, meus caros leitores, o título do Tomo de hoje não está errado. Esse livro não é Harry Potter. Vos apresento, um não tão novo best seller do The New York Times, e a mais nova esperança de Hollywood: Percy Jackson e os Olimpianos.

A história, criada por Rick Riordan, se passa nos tempos atuais, mas num mundo altamente fictício e criado com muito chá e erva, onde Kratos não matou o Olimpo inteiro.  Falemos um pouco sobre o Riordan pra tentar entender por que diabos ele acha que Kratos não matou os deuses, os titãs e todo o resto.

Rick nasceu em 5 de junho de 1964, na cidade de San Antonio, Texas, onde mora com a mulher e dois filhos. Lá se formou em História e Inglês e, por 15 anos, lecionou essas duas matérias em escolas públicas e privadas de San Antonio e no estado da Califórnia. Publicou seu primeiro livro em 1997, The Big Red Tequila, primeiro livro da Tres Navarres Series (não publicado no Brasil). O primeiro livro da série Percy Jackson e os Olimpianos saiu 15 dias antes da publicação do sexto livro de Harry Potter, em 2005. Outro livro premiado do autor, The Maze of Bones (também não publicado em nosso belíssimo país), foi lançado em 2008 e também ficou com o primeiro lugar no The New York Times.

Recentemente, o autor anunciou estar trabalhando em uma história que envolve mitologia egípcia, The Kane Chronicles e o primeiro livro, The Red Pyramid, sai dia 4 de maio nos E.U.A. Bom, acho que isso não explica o fato de ele desconhecer a lendária saga de Kratos em seu caminho para trazer o Caos, pois voltemos ao homônimo de Perseu, filho de Zeus.

Em 2005*  O Ladrão de Raios conta a primeira aventura de Percy Jackson (descrito no primeiro parágrafo) para salvar o mundo. Depois de descobrir ser filho de um deus grego, Poseidon, ele passa por uma  emocionante aventura para chegar ao Acampamento Meio-Sangue. Lá descobre que o Olimpo segue o centro da civilização ocidental, e que agora está nos E.U.A, que os deuses continuam fazendo filhos com mortais e que ele foi acusado por Zeus de roubar sua arma suprema. Ah, e que ele está destinado a salvar ou destruir o Olimpo de acordo com uma profecia. A partir daí segue uma narrativa alucinante e sem pausa, para Percy conseguir salvar o mundo e a si mesmo.

O segundo livro, O Mar de Monstros, lançado em 2006* conta mais uma épica aventura com o mesmo estilo de narrativa sem parar, que faz com que nenhum livro seja lido mais rápido do que os dessa série. Dessa vez, Percy vai salvar seu amigo Grover no mar de monstros, que hoje seria o Triangulo das Bermudas, e que há 2000 anos atrás seria o Mediterrâneo. O final do segundo livro já sinaliza o que vai acontecer no terceiro, com a volta de Thalia, filha de Zeus.

A Maldição do Titã* conta mais uma epopéia de Percy, Grover e agora Thalia para salvar Annabeth e a própria deusa Artemis, que foram sequestradas. Sempre mantendo e, inacreditavelmente, aprimorando a narrativa mais rápida e sem pausas que eu já li, novamente os amigos cruzam os E.U.A em sua missão.

No quarto livro, A Batalha do Labirinto*, Rick apresenta mais personagens da mitologia grega, e, com sua forma engraçada e cativante, consegue fazer com que da primeira à última página tenha ação no livro, sempre mantendo o ritmo frenético. Assim como o Olimpo se move pro centro da civilização ocidental, todo o resto da mitologia grega vai junto, e isso inclui o Labirinto criado por Dédalo, sim aquele labirinto, o do Minotauro. Só que ele tem vida própria e está muito maior e perigoso do que antes.

Para o último livro da série, o cenário das batalhas de Percy e seus amigos, foi a própria Nova York. Em 2009* O Último Olimpiano (que ainda não foi lançado no Brasil) conta o último confronto das forças a favor e contra o Olimpo, com Percy liderando essas forças, agora que carrega o poder do único mortal que realmente conseguiu se tornar imortal. No fim, a profecia se cumpre, como sempre, e uma coisa inacreditável para os padrões dos deuses gregos, mas não surpreendente para o livro, acontece.

É realmente inacreditável a forma como o livro é escrito, ele pode ser absurdamente parecido com Harry Potter e feito para ganhar dinheiro, mas tem muito mais ação, com um plano de fundo muito mais legal – na minha opinião – que é o da mitologia grega. É realmente indescritível o quão rápido vocês conseguirão ler esses livros; leiam e descubram. Cada livro custa somente 20 reais nas Lojas Americanas (no Rio de Janeiro) e realmente vale muito a pena, apesar das mentiras absurdas contadas, vocês podem ver a história verdadeira jogando God of War, que eu recomendo.

P.S.: Sim, Anderson, eu sei que Xena chutou a bunda de Odin e por isso ela é top.

* As datas são da publicação original nos E.U.A, cada livro foi publicado quase exatamente 1 ano depois do outro

6 Respostas

  1. good, comprei o primeiro livro por 10 reais, é bem interresante apesar de não ter lido todo, o que me chamou a atenção, foi o modo de escrever do autor, que tornou a leitura bem leve e cativante, é possivel passar horas lendo se, perceber

    P.S.: Qual será o proxímo deus que Xena humilhará? eu me pergundo…

    • porra, 10 pila ? onde ?
      depois que você passa horas lendo esse livro, ele acaba, ahauhauahuahua

      e meio que fazendo um up no post, o maze of bones já saiu no brasil, entitulado o labirinto de ossos mesmo, valeu anderson =*

  2. na boa, eu acho isso o maior cliche.
    sempre um menino infeliz tem algum super segredo.

    mas em harry poter isso ficou bem legal pq tem misterios nada cliche e nos primeiros 3 livros e filmes a sempre um misterio a ser resouvido.

    ja o percy jackson nao

    SPOILER/SPOILER/SPOILER

    tava muito na cara q aquele amigo do percy jackson era o ladrao de raios.

    nao gostei muito nao

    • Olha, preferi PJ a HP. Se você tá falando isso porque viu o filme, sim, o filme é horrível, horroroso, uma história completamente diferente do livro, e pense assim, quando você leu (ou viu, não sei), você era mais novo e não tinha visto muitos clichês na sua vida ainda. Se quer ler um livro que vá realmente te surpreender, recomendo Xógun.

  3. Acho que é inevitável fugir do clichê hoje em dia. Não existe uma obra atual que seja 100% original.

    A propósito, PJ pode parecer com Harry Potter, mas esse último já parece com milhares de coisas lá atrás, desde Senhor dos Anéis, até Star Wars. E essas, por sua vez, já são inspiradas em outras coisas, e assim vai…

    Não tem como fugir totalmente do clichê. O negócio é você saber lidar com ele e fazer algo bom.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: