• Categorias

  • Arquivos

  • Agenda

    maio 2010
    D S T Q Q S S
    « abr   jun »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  

Realidade Virtual: Quando as redes sociais encontram os jogos, a diversão ganha dimensões inimagináveis.

Recentemente, ouvimos falar mais e mais sobre jogos que agregam valores às nossas vidas, muito mais do que apenas uma história interativa muito bem contada. Esta é uma mudança, ou melhor, uma evolução, muito importante, já que muitas pessoas tem a sensação de perda de tempo quando o assunto é games. Pura bobagem.


O que estamos presenciando, já faz alguns anos, envolve várias plataformas e é muito mais evidente nos PCs do que nos consoles domésticos. Quando falamos em agregar algo, queremos dizer, recompensas na vida real, não coisas materiais. Conhecer pessoas, reencontrar velhos amigos ou mesmo interagir com conhecidos de uma forma divertida, só para não perder o contato. Bem-vindo então ao mundo dos jogos sociais.

Nesse tipo de jogo, temos uma experiência de interação muito interessante, que basicamente permite você utilizar seus amigos e informações existentes na rede social de um jeito diferente. Imagine utilizar sua quantidade de amigos como um atributo de batalha. Ou talvez verificar a soma de idades pra saber a quantidade de experiência adquirida. Quem sabe até dar preço para seus amigos e vendê-los em um mercado de brincadeira. Isso tudo é possível e já foi feito, mas as possibilidades ainda são infinitas.

Utilizando muito mais do que apenas informações disponibilizadas pelos usuários, esses games ainda usam e abusam de ferramentas da rede social. É possível interagir com seus amigos através de notificações, atualizações de status, mensagens privadas, solicitações e diversas outras ferramentas. Isso torna o jogo extremamente viral. Eles também possuem uma outra característica diferente dos outros segmentos, a história não é o foco, o game não “zera”, desta forma a idéia de continuidade que mantém um player sempre jogando se baseia exclusivamente nas próprias interações com os amigos, são eles que conduzem e propõem novos desafios ao jogo.

Um bom exemplo é o Máfia Wars (Facebook) e o Joga Craque (Orkut), games em que o número de amigos que você possui é um fator importante no seu poder de ataque e defesa. Dessa forma, esses jogos forçam você a recrutar mais e mais amigos para aumentar a sua máfia/time de futebol. Outro game que não pode ser esquecido é o FarmVille (Facebook).

Segundo a revista EGW nº99, os jogos sociais com ênfase em amigos e comunidades estão apresentando um enorme crescimento no que tange à indústria de games, já é possível enxergar o interesse de gigantes como a Eletronic Arts (EA) pelo assunto, a empresa pretende lançar futuramente produtos com esse tipo de referência. Essa “mania” ainda é alavancada por outros pontos estratégicos das próprias redes sociais, como é o caso do próprio Facebook, que está passos a frente de seus concorrentes quando o assunto é parcerias.

Um bom exemplo disso é a parceria entre Nintendo e Facebook que pode ser usufruída pelos felizes proprietários do novo Nintendo DSi. A partir da versão 1.4U do pacote de atualizações do portátil, é possível enviar fotos diretamente para a sua conta no Facebook, bastando um simples toque na tela. Vamos acompanhar de perto o que ainda está por vir.

Por fim…

Se você está curioso, acesse a sua conta no Orkut ou Facebook e teste as ferramentas.

Fonte.: Juliano Akimura, EGW Nº 97

Sites.: www.orkut.com e www.facebook.com

9 Respostas

  1. Pessoalmente já tentei Farmville e Mafia Wars e não saiu nada…Zero…não sabia mexer nos controles não sabia o que tinha que fazer com os bonequinhos, fracasso total…
    Provavelmente porque a ultima vez que consegui jogar um game foi Pacman, isso por volta de 1987, eu acho…uahuahuahauha🙂

  2. Sei lá. Eu não gosto tanto desses joguinhos, mas acho a idéia interessante.

    Se bem que a própria idéia da rede social já abrange essa interação que você mencionou. Então acredito que esses jogos estão mais para complementar do que para se tornarem algo independente dos “orkuts” da vida.

  3. Particularmente tbm não gosto desses joguinhos. Não tem história e na maioria das vezes são muito simples… Mas quem sabe com o investimento das grandes empresas como a EA não saia algo diferente e mais interativo.

    Nossa eu nasci em 1987 huahauahuaha…

    • Putz…ki chato isso…perdeu… 🙂

    • Aí que tá, eu acho que as grandes empresas não veem isso como um bom modelo de negócio.

      A EA mesmo… Em vez de ficar fazendo vários joguinhos desses, acho que ela prefere soltar uma nova expansãozinha pra The Sims e já fatura uma nota rapidinho. Do que tem de gente viciada nisso não tá no gibi.

      O que me faz pensar agora que poderia existir um aplicativo de The Sims para o Orkut… xD

  4. huahuahua mas o que eu andei lendo comprova o contrário. A EA comprou recentemente uma dessas empresas que fazem o farmville ou whatever e vai desenvolver um novo jogo.

    Com certeza eles já se interessaram🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: