• Categorias

  • Arquivos

  • Agenda

    maio 2010
    D S T Q Q S S
    « abr   jun »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  

Gavestúdio: Woodstock` 99 -FAIL-


http://www.podomatic.com/mymedia/get_media?item_id=2949263&dl=1
PhotobucketO Woodstock Music & Art Fair (conhecido informalmente como Woodstock ou Festival de Woodstock), como todos sabem (ou pelo menos deveriam saber) foi o festival que levou cerca de 500.000 pessoas à Fazenda de Max Yasgur na cidade de Bethel no estado de Nova Iorque em 1969. Foram três dias de festival que contaram com a presença de artistas como o lendário Jimi Hendrix, Joe Cocker, The Who, Janis Joplin com a The Kozmic Blues Band, Creedence Clearwater Revival, dentre muitos outros renomados. O festival demonstrou o pensamento de uma geração, que queria paz e amor ao invés de guerras, com três dias de muita música, sexo e drogas e com isso marcando a era hippie.

Photobucket
Rage Against The Machine queimando a bandeira dos EUA

A geração de 99 também estava a fim de protestar contra o governo e a própria sociedade, as pessoas estavam sob efeito dos excessos do modo de vida consumista em que a década se encontrava, uns eram a favor de um consumismo maior, outros não e outros cantavam suas frustações e ódio à vida. Obvio que nem todo o festival estava nessa onda de agressividade, isso ficou por conta das bandas de rock. As apresentações de artistas como Jamiroquai, Parliament Funkadelic, Sheryl, Dave Matthews Band, dentre outros, foram ótimas (a do Jamiroquai nem tanto) e nem por isso o local ficou destruído.

Photobucket

As coisas realmente começaram a esquentar na apresentação quando a banda Offspring subiu ao palco leste, lá pelas 5h da tarde, mais especificamente com a música “The kids aren`t All Right” aí o festival começou a esquentar, foi onde começou a primeira guerra de lixo do festival,  a banda ainda cantou outros sucessos como Pretty Fly (For a White Guy)” e All I Want” dentre outros. Como se não bastasse o Offspring, a próxima banda a subir no placo seria ninguém menos que Korn que era a banda mais falada no cenário musical dos EUA. Eles tinham acabado de lançar seu novo álbum Fallow the Leader, e suas musicas estavam no topo das paradas. Para quem conhece um pouco de rock sabe que Korn foi uma das bandas precursoras do estilo nu metal (ou new Metal), que, muito superficialmente consiste em mesclar rock pesado, com hip-hop ou qualquer outro estilo. Além disso, as letras de suas músicas têm um caráter bem destrutivo, capaz de despertar os sentimentos mais primitivos das pessoas. O korn simplesmente levou o pessoal ao delírio durante o show tocando sucessos como “blind” e “Freak on the Leash”.

No segundo dia teve a ótima apresentação do Dave Matthews Band, mas o fato de destaque desse dia e o ponto onde eu queria chegar foi apresentação da banda Limp Bizkit, que se apresentou logo depois da calmaria do show da Alanis.  Falaremos um pouco sobre Fred Durst, vocal e band leader. Para começar o cara é um gênio musical e tem o próprio selo de gravação a  Flawless Records, que é uma divisão da Geffen Records, musicalmente falando, ele sabe o que faz. Segundo, ele é um completo idiota, é um tremendo encrenqueiro que semore fala a primeira besteira que lhe vem à cabeça. Dentre a lista de inimigos de Fred Durst estão: Scott Weiland do Stone Temple Pilots, Scott Stapp vocalista da banda Creed e em segundo e primeiro lugar, respectivamente temos, o Slipknot, inclusive o percursionista, Shawn Crahan, ameaçou Durst de violência publicamente e temos Zakk Wylde do Black Label Society, no BLS o álbum ao vivo tem Wylde gritando “Limp Bizkit sucks dick”, durante a intro para a música “Superterrorizor”. Bom, acho que deu pra ter uma leve noção de como a banda procede? Em 2001 a banda foi duramente criticada pela mídia pela morte de uma adolescente em um show na Austrália, a menina caiu e foi esmagada até a morte, acho que agora deu. O som da banda é um Nu Metal bem característico, é uma mistura muito grande de rock pesado, hip-hop com um pouco de rap e eletrônico, capaz de levar as pessoas ao frenesi.

Photobucket

Voltando a 1999, a pergunta que não quer calar: Quem foi o imbecil que convidou o Limp Bizkit pra tocar em Woodstock, um evento conhecido pelo lema “Paz e Amor”? Parece que os infelizes perceberam o tamanho da besteira e pediram educadamente para o pessoal do Limp Bizkit “pegar leve”, afinal de contas já bastava a bagunça das bandas anteriores, porém no palco Durst deu a seguinte declaração: “Eu não acho que você deveria ficar fora. Essa p**** é 1999, aqueles Birkenstocks pau no c*!” então a platéia se tornou um ringue, simplesmente entraram em frenesi durante o show, foi realmente uma onda de vandalismo (pelo menos foi embalada por uma ótima música) as pessoas arrancavam as placas de madeira do palco e da torre, lançavam em cima da multidão e surfavam e arremessavam lixo, se você tem boa memória vai lembrar que eram cerca de 400.000 pessoas, obviamente nem todas estavam no show, porém, não seriam os “guardinhas com cassetetes” que iriam acalmar a multidão em frenesi. Os ânimos só se acalmaram quando começaram a tocar a música Faithcover de George Michael que evitou danos maiores, mas mesmo assim inúmeras pessoas saíram feridas da apresentação.

Outra banda que também teve uma apresentação histórica foi o Rage Against The Machine, levando o público ao delírio em suas músicas, eles queimaram a bandeira dos EUA durante a música “Killing In The Name” onde arrancaram aplausos fervorosos da platéia. Mas o melhor do dia veio no final, o show do Metallica foi simplesmente indescritível. Mesmo com a chuva foi a melhor banda a tocar no festival, e a alegria dos headbangers, o show foi alucinante e durante a música “One” a chuva apertou ainda mais, elevando o nível de adrenalina da platéia, o Metallica encerrou o segundo dia com chave de ouro.

Photobucket

No terceiro dia muita gente foi embora para tentar escapar do engarrafamento, o que foi uma pena por que o show do ultimo dia, foi marcante. A banda Creed, tocou suas músicas e contou com a participação de Robby Krieger, lendário guitarrista do The Doors, executando Riders on The StormeRoadhouse Blues”. Mas a grande festa foi feita no show da banda californiana Red Hot Chilli Peppers, quando seu baixista Flea entrou nu no palco e deu inicio à bagunça. Esse foi um dos melhores shows da edição 99, mesmo tendo menos gente do que nos dias anteriores. Eles pareciam enlouquecidos no palco, coisa que é normal nos shows da banda e, quase no final, a coisa começou a pegar fogo literalmente. As pessoas ateavam fogo às pilhas de lixo com combustível de automóveis e usando velas, enquanto em resposta o Red Hot tocou a sua versão de “Fire”, de Jimi Hendrix e saiu do placo encerrando o ultimo dia de apresentação de Woodstock 99, enquanto as pessoas que estavam em frenesi lá em baixo, destruíam as torres de iluminação e para raios, o fogo já estava fora de controle e trazia grande risco à todos que estavam no local. A geração presente em 99 mostrou que não era tão pacífica quanto a de 69, mas mesmo com tanta confusão e violência, foi um ótimo evento.

Veja os Melhores momentos:







Anúncios

9 Respostas

  1. Putz que post foda cara…muito bom mesmo!

    Só não concordo com a parte que chama o Durst de genio…rsrs aliás, acho que pra Gênio falta muito a ele.

    que fique claro, opinião MINHA.

    • Ele é mais empreendedor do que músico. Tanto que o Limp Bizkit simplesmente sumiu, visto que não existia um embasamento musical muito sólido na banda.

      • sim, verdade seja dita, ele gosta é de dinheiro, sobre o limp bizkit andou meio sumido, mas voltou em 2009 com a promessa de um novo disco e um show pra la de bom no rock am ring

        take a look around tema do filme Missão impossível

  2. O Melhor de Todos

    Monsters of Rock
    1996
    São Paulo, Pacaembu – 24 de agosto de 1996

    Héroes del Silencio
    Mercyful Fate
    King Diamond
    Helloween
    Raimundos
    Biohazard
    Motörhead
    Skid Row
    Iron Maiden

  3. Realmente a galera esculachou na bagunça. Mas desse festival foram tiradas, quem sabe as ou uma das melhores apresentações das bandas de Rock do momento.

    Na epoca tinha meus 14/15 anos e curtia muito esses sons. Acho que o rock estava muito em evidencia nessa epoca e diferente do woodstock de 69 onde apresentações como a de Janis Joplin teriam sido a primeira pra um grande público, o de 99 já tinham artistas bem consagrados no cenário do rock.

  4. Post bom mesmo, boa ideia, completamente contrária a dos organizadores do evento =D

    Abraço!

  5. Muito bom o post. Já tinha lido a respeito do woodstock 99 mas não com tantos detalhes. E pra quem não está sabendo o woodstock 2010 vai ser no Brazil =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: